Mídia

(Matéria publcada na revista SuperInteressante)

Fontes: Daniela Ceron-Litvoc, psiquiatra e professora da pós-graduação da Faculdade de Medicinsa da Santa Casa; Denise Iezzi, endocrinologista do Hospital Sírio Libanês em São Paulo; e Graça Margarete Tessarioli, consultora em saúde e educação sexual.

01.

Tudo bem se você quer dar apelido aos genitais. Mas é importante que a criança saiba os nomes "oficiais": pênis e vulva. E que não há nada demais falar essas palavras.

02.

É bom quando os pais lidam com naturalidade com o seu corpo. Se você curte andar nu pela casa, tudo bem. Mas respeite se a ccriança não gostar de fazer o mesmo.

03.

Por volta dos 6 anos, as crianças manifestam a vontade de tomar banho sozinhas. Esse é um marco importante no desenvolvimento da autonomia e deve ser respeitado.

04.

Aos 5, elas já tocam seus genitais em busca de prazer ou relaxamento. Não repreenda, mas diga que tocar os genitais é uma coisa íntima, que deve ser feita no quarto.

05.

Desde cedo, é importante explicar que a vulva ou o pênis pertence apenas à criança e que só ela pode colocar a mão ali. O mesmo vale para o respeito com os coleguinhsas.

Mais Notícias

03/01/2017 - Além do Sexo: Confira a entrevista feita com Paulo Tessariolii no canal do youtube "Além do Sexo".